IPT lança manual técnico para a produção de protetores faciais para profissionais da saúde

No combate à Covid-19, Instituto ainda disponibiliza suporte técnico gratuito para produção e desenvolvimento de protetores destinados à doação

A escassez de protetores faciais, tão importantes para os profissionais da saúde que atuam na linha de frente no combate à Covid-19, tem mobilizado muitas empresas, instituições e grupos voluntários a se organizarem para a produção emergencial desses itens. Para ajudar nessa tarefa, o Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) acaba de lançar um manual técnico com instruções para a produção desses protetores faciais, conhecidos como faceshields.

O manual visa apresentar de maneira prática as diretrizes básicas para a confecção de protetores faciais (faceshields), principalmente em relação a segurança do usuário. Além de conter informações técnicas sobre a norma de ensaio e demais orientações dos órgãos competentes, a cartilha traz também detalhes de construção dos EPIs e a indicação de possíveis materiais para confecção.

Para Lorena Reis Rodrigues, pesquisadora no Laboratório de Têxteis Técnicos e Produtos de Proteção do IPT e responsável pela elaboração do manual, a definição da construção e também dos materiais empregados, além da avaliação do desempenho do EPI, são de extrema importância para garantir a qualidade, a segurança e a eficácia dos produtos fabricados. 

“Por isso, além do manual e de todo o suporte técnico necessário para desenvolvimento de protetores faciais, o IPT também fornece apoio para avaliar esses materiais com a realização de ensaios, de modo a verificar se a amostra atende aos requisitos gerais preconizados na norma técnica. Para as iniciativas que visam a fabricação desses EPIs para doação, os ensaios também estão sendo feitos de forma gratuita”, finaliza a pesquisadora.

O Manual técnico para produção de protetores faciais (faceshields) pode ser baixado clicando aqui.

Fonte Assessoria de Imprensa do IPT

COMPARTILHAR