Engenheiros responsáveis debatem Usina Hidrelétrica Belo Monte em evento do CTC/PUC-Rio

Cercada de polêmica, com relação a questões socioambientais, mas, por outro lado, com relevância para atender ao mercado interno de energia limpa e renovável, a usina hidrelétrica de Belo Monte, construída na bacia do Rio Xingu, no Pará, será tema de debate na PUC-Rio, no dia 18 de abril. Engenheiros que estiveram à frente do projeto e construção da usina, considerada a terceira maior do mundo e a segunda maior do Brasil, estarão no evento, que acontece das 14h às 19h, no Auditório do RDC, na Gávea. O debate é grátis e aberto ao público.

Dando continuidade ao projeto “Seminários 2017 – Pós-Graduação em Engenharia Civil da PUC-Rio” — promovido pelo departamento que integra o Centro Técnico Científico da PUC-Rio (CTC/PUC-Rio) e que já trouxe a ex-presidente do IBAMA e atual diretora do BNDES, engenharia Marilene Ramos, para falar sobre infraestrutura, meio ambiente e sustentabilidade —, o projeto traz agora uma equipe de diferentes empresas (Norte Energia, Consórcio Construtor Belo Monte (CCBM), Intertechne e Projetos e Consultoria de Engenharia/PCE) para o debate. “Belo Monte é uma grande obra da nossa engenharia e ela chega justo numa hora em que o País precisa tanto da energia limpa gerada pelas hidrelétricas”, reforça Alberto Sayão, professor de Engenharia Geotécnica do Departamento de Engenharia Civil do CTC/PUC-Rio.

A palestra conta também com o apoio da Associação Brasileira de Mecânica dos Solos e Engenharia Geotécnica (ABMS), da Academia Nacional de Engenharia (ANE), do Comitê Brasileiro de Barragens (CBDB) e das empresas Huesker e Maccaferri.

Inscrições estão sendo realizadas por e-mail ([email protected]) ou telefone (21) 3527-1189/1190, ramal 105.

Autor: Assessoria de imprensa

COMPARTILHAR