maio, 2019

2019ter21mai08:0018:001º Seminário Internacional – Manutenção do Patrimônio Público08:00 - 18:00 Instituto de Engenharia - Av. Dr. Dante Pazzanese, 120 – V. Mariana - São Paulo / SPTipo de evento:Seminários

Detalhes

 

O Instituto de Engenharia irá realizar um ciclo de eventos visando apresentar para discussão protocolos e técnicas atuais de Manutenção do Patrimônio Público, evitando-se a interdição de equipamentos estruturantes como pontes, viadutos e assemelhados, que tanto causam prejuízos em custos diretos (recuperação de estruturas) e indiretos (horas de trabalho perdidas em congestionamentos, degradação da logística de transporte etc.)

Com este proposto, o IE está convidando renomados especialistas nacionais e internacionais para apresentarem os procedimentos mais recentes -no Brasil e no exterior- para a preservação do Patrimônio Público.

Serão abordados entre outros tópicos relevantes: os Aspectos Institucionais do Ambiente Construído, a Gestão de Manutenção, os Impactos Econômicos e Sociais, os Aspectos Jurídicos, os Procedimentos de contratação de Serviços, e as Responsabilidades Jurídicas, com a participação de especialistas brasileiros, europeus e norte-americanos.

No momento atual da Engenharia brasileira, em que grande parte da sua infraestrutura atingiu o limite de validade, este evento atrairá a atenção da sociedade para a necessidade de preservação do Patrimônio Público arduamente construído nas últimas décadas.

Os temas dos próximos seminários serão:

  • Pontes, viadutos e pavimentação
  • Túneis, galerias, obras subterrâneas e obras enterradas
  • Barragens
  • Edificações e saneamento

 

TRANSMISSÃO AO VIVO DA PALESTRA PELO SITE (WWW.IE.ORG.BR) E PELAS PÁGINAS DO FACEBOOK E DO YOUTUBE DO IE

Programação:

8h – 8h30 ⇨ Credenciamento

8h30 – 9h ⇨ Abertura

Eduardo Lafraia – Presidente do Instituto de Engenharia

Fernando Mentone – Presidente do Sinaenco-SP

9h – 12h10 ⇨ 1° Painel: ASPECTOS TÉCNICOS

▸ 9h – 9h30 – Gestão da Manutenção  – Prazo de validade vencido de obras de arte especiais

Fernando Mentone – Presidente Sinaenco-SP

▸ 9h30 – 10h – Impactos EconômicosO desastre pode ser evitado?

Luciano Humberto Lampi – CONSUB

▸ 10h – 10h30 – Impactos Sociais – Custo Social gerado por incidentes em Pontes e Estruturas Viárias

Flamínio Fichmann – Projeto 34 – Arquitetura e Engenharia

▸ 10h30 – 11h – Outros países – O risco na gestão de activos

Vitor Faria e Sousa – CERIS, Instituto Superior Técnico

▸ 11h – 11h30 – Debate e discussões

Mediador: Jerônimo Cabral

12h – 14h ⇨ Intervalo

14h – 17h ⇨ 2° Painel: ASPECTOS JURÍDICOS

▸ 14h – 14h30 – Contratação de Serviços – Gestão em Infraestrutura na Prefeitura Municipal de São Paulo

Vitor Aly – Secretário Municipal de Infraestrutura e Obras

▸ 14h30 – 15h – Responsabilidades Jurídicas – Manutenção – O requisito de vida útil nas licitações de obras públicas

Carlos Pinto Del Mar – Del Mar e Associados Advogados

▸ 15h – 15h30 – Desgaste de Infraestrutura – Mais que uma pedra no meio do caminho

James Hodge – Head Energy & Construction Brazil

▸ 15h30 – 16h – Novo projeto de Lei 00649/2018Que institui o Programa Permanente de Inspeção de Pontes, Viadutos e Passarelas de pedestres no município de São Paulo

Rodrigo Ribeiro – Assessor do vereador Aurelio Nomura

▸ 16h – 16h30 – Debate e discussões

Mediador: Roberto Kochen

 

Palestrantes:

Carlos Pinto Del Mar

Advogado, membro e ex-coordenador do Conselho Jurídico do SECOVI-SP, membro do Conselho Jurídico do SINDUSCON-SP, consultor da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) e membro da Comissão de Estudos da ABNT NBR 15.575 – “Norma de Desempenho de Edifícios Habitacionais”.
É professor dos cursos de “Direito Imobiliário Empresarial” e “Incorporação Imobiliária” na Universidade Secovi; de “Especialização de perícias de Engenharia” na Universidade Presbiteriana Mackenzie/IBAPE; e de “Prática de Fundações e Geotecnia em Empreendimentos Imobiliários” no Mestrado da FESP – Faculdade de Engenharia São Paulo.
Ainda é autor dos livros “Falhas, Responsabilidades e Garantias na Construção Civil” (Editora PINI – 2008), “Direito na Construção Civil” (Editora PINI e LEUD – 2015) e “Guia Orientativo para Atendimento à NBR 15575″ (editado pelo CBIC).

Fernando Jardim Mentone

Engenheiro Civil formado pela Escola de Engenharia Mauá e Administrador de Empresas pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Atualmente é Presidente do Sinaenco São Paulo, Diretor do Deconcic – Departamento de Construção Civil da Fiesp e Membro do Comitê de Certificação do Instituto Brasileiro do Concreto. Mentone atuou na Concremat durante 30 anos, onde chegou a Vice-presidente de uma das Áreas de Negócios e foi Engenheiro Coordenador na L. A. Falcão Bauer. Também foi Diretor Executivo do CB 18 da Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT.

Flamínio Fichmann

Arquiteto e Urbanista pela Universidade Mackenzie. Trabalhou na administração pública por 14 anos (CET e EMTU/SP). É sócio e diretor da Projeto 34 – Arquitetura e Engenharia, empresa que executou inúmeros planos e projetos no Brasil e exterior, de rodovias, BRTs, metrôs, trens e atividades relacionadas a mobilidade urbana junto para órgãos públicos e empresas particulares.

Foi consultor da Socicam e do INST – Instituto Nacional de Segurança no Trânsito; Diretor da ONG Bairro Vivo, Presidente do Comitê de Trânsito da Agência Brasil de Segurança – ABS e Professor do Curso de Pós Graduação “Gerente da Cidade” da FAAP.

James Hodge

Historiador (USP) tem quatorze anos de experiência no Mercado de seguros.  Na UIB (corretor de resseguros) era responsável pela divisão de facultativos para todas linhas de negócio (Property / Liability/Energy/ Construction/Marine) e na AON era responsável pelo escritório de São Paulo e a divisão de CAR/EAR, trabalho com colocações em mercados internacionais para ambas companhias.  Na Willis Towers Watson é o Head de Energy & Construction Brasil desde 2010.  Tem experiência na implementação de programas de seguro e resseguro para clients no Brasil, América Latina, América Central, Caribe e África.

 

Luciano Humberto Lampi

Engenheiro Aeronáutico e Mestre em Engenharia Aeronáutica pelo ITA- Instituto Tecnológico de Aeronáutica, Docteur Ingénieur em Mecânica dos Sólidos pela Université de Poitiers. 40 anos de experiência nas áreas de Sistemas, Aeroespacial e Defesa. Atuou nos projetos Tucano, AM-X, Brasília e ERJ-145 na Embraer onde ocupou diversas posições de engenharia, gerenciais e executivas, incluindo a de Diretor de Planejamento e Informática. Foi Diretor de Operações da Proceda e CEO da T-Systems do Brasil, ambas prestadoras de serviços de tecnologia de informação e comunicação, para os setores financeiro, automotivo e varejo.  No Grupo Thales, como Presidente de sua subsidiária Omnisys, liderou projetos para o fornecimento de sistemas de radar para o controle do espaço aéreo brasileiro, sistemas de comunicação para blindados do Exército Brasileiro, componentes para o satélite sino-brasileiro CBERS, radar auto diretor de míssil para a Marinha do Brasil e sistemas integrados para os Grandes Eventos (Copa e Olimpíadas). Mais recentemente desenvolveu projetos relacionados aos programas FX-2 (avião de combate), Sisfron (proteção de fronteiras terrestres), Proteger (proteção de infraestruturas críticas e coordenação interagências) e SisGAAz, neste último atuando nas áreas de estratégia e transferência de tecnologia. Atualmente exerce a função de Diretor de Tecnologia & Inovação na CONSUB Soluções em Tecnologia Ltda.

Vitor Aly

Formado em Engenharia Civil, mestre pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo e especialista na mesma área em Tóquio, Osaka e no Canadá. Com experiência no setor público, em 1995, foi assessor especial da presidência da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano do Estado de São Paulo (CDHU) e, de 1995 a 2001, assessor especial do governador Mário Covas.

Aly também foi vice-presidente e diretor de obras da Empresa Municipal de Urbanização de São Paulo (EMURB), em 2005. Com ampla experiência na iniciativa privada, ocupou cargos estratégicos em empresas e consultorias especializadas em engenharia, atuando também na América Latina (República Dominicana) e nos Estados Unidos (Denver). Desde 1987, é professor na Escola Politécnica da Universidade de São Paulo – EPUSP. Entre janeiro de 2017 e abril de 2018 foi presidente da SPObras. Em abril de 2018 assumiu a Secretaria de Infraestrutura e Obras de São Paulo.

Vitor Faria e Sousa

Licenciado em Engenharia Civil (ramo de hidráulica), Mestre em Construção (Reabilitação de Edifícios Históricos) e Doutor em Engenharia Civil (Gestão do Risco) pelo Instituto Superior Técnico, Universidade de Lisboa (IST-UTL), é Professor Auxiliar no Departamento de Engenharia Civil, Arquitetura e Georecursos do IST-UTL. Estando integrado no grupo da Gestão da Construção, a sua investigação incide predominantemente nos temas da gestão do risco e de ativos físicos de infraestruturas, em especial no setor da água, refletida em 100 publicações científicas, das quais 31 em jornais internacionais. Colaborou em 4 projectos de investigação concluídos e colabora em outros 4 em curso, orientou 23 dissertações de mestrado e orienta 4 teses de doutoramento. Ao seu percurso profissional como projetista na drenagem e tratamento de águas residuais anterior ao ingresso no IST-UTL, acresce a consultorias em tópicos relacionados com a gestão da construção em particular para os sectores dos transportes e águas.

 

*Obs.: Alguns palestrantes e temas ainda serão confirmados

 

Patrocínio:

Apoio Institucional:

Hora

(Terça-feira) 08:00 - 18:00

Local

Instituto de Engenharia - Av. Dr. Dante Pazzanese, 120 – V. Mariana - São Paulo / SP