CDHU promove “BIM DAY” para divulgar a implantação do BIM na Companhia

Crédito: Divulgação CDHU/Habitação

Durante a tarde dessa segunda-feira,15, a Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano, CDHU, promoveu o “BIM DAY”, um workshop com o objetivo de fornecer informações sobre o BIM, Building Information Modeling ou Modelagem da Informação da Construção, e mostrar como esses processos estão sendo implantados dentro da Companhia.

O BIM é uma série de métodos, softwares e tecnologias utilizados para melhorar a comunicação e a cooperação durante as fases de um empreendimento, desde a concepção arquitetônica até a manutenção do edifício, otimizando a produção. O modelo, no caso, simplificando a ideia, se trata de uma versão digital completa da construção.

Participaram do evento o secretário da Habitação, Flavio Amary, o diretor técnico da CDHU, Agnaldo Quintana, o diretor do IAB São Paulo, Marco Antonio Delia, o presidente do Instituto de Engenharia, Eduardo Lafraia, o presidente da CDHU, Eduardo Velucci, o arquiteto especialista em BIM, Luiz Augusto Contier, a diretora da empresa Frazillio & Ferroni, Edna Frazilli, e o especialista em BIM também da Frazillio & Ferroni, Marcus Cardoso.

O secretário da Habitação, Flavio Amary, falou sobre o processo de mudança que essa implementação trará para a CDHU. “Nós estamos fazendo um processo de mudança, que como bem colocou o Lafraia, não é mais o futuro, é o nosso dia-a-dia. Usar a tecnologia para a nossa gestão, para facilitar o trabalho de cada um dos profissionais das áreas de projetos, de análises de obra, de precificação, de acompanhamento da obra. O ponto principal dessa tarde é o passo de inovação que estamos dando, trazendo essa tecnologia para facilitar, diminuir o custo, agilizar processos e melhorar a gestão das obras”.

O presidente da CDHU, Eduardo Velucci, também falou sobre o avanço que o BIM irá trazer para a empresa. “Eu fico muito feliz, o BIM é um avanço, uma ferramenta que veio para ficar, um grande facilitador”, afirmou. “Eu vejo que na área técnica todos estão sempre preparados para cada vez mais construirmos uma Companhia olhando para frente. Precisamos mesmo investir e o BIM é uma ferramenta que vai ajudar muito a CDHU, em compatibilização e gerenciamento. Nós estamos olhando cada vez mais para o futuro”, completou.

O superintendente técnico Sílvio Vasconcellos é o responsável pela coordenação do grupo BIM na CDHU e ficou encarregado de apresentar o processo de implementação para os funcionários da casa. “O processo agora deixa de ser braçal e se torna um trabalho inteligente”, disse, durante sua apresentação.

A implantação do BIM na CDHU teve início em 2010, com uma atualização de software para a área topográfica. Desde então vem avançando para as outras áreas da Companhia. Em 2014, um diagnóstico foi feito e algumas dificuldades foram encontradas nas áreas de tecnologia, processos e do próprio BIM. Em 2015, a implementação do BIM começou a ser efetivamente feita e, em 2018, outra atualização de software foi feita para a adesão da tecnologia BIM.

A implementação do BIM na CDHU ocorrerá em três fases: definição de estratégia de implementação núcleo BIM; preparação para contratar projetos em BIM e preparação para contratar obras em BIM. A implementação tem como objetivo a melhoria da qualidade dos projetos; quantitativos assertivos e automatizados, planejamento da execução de obras vinculado ao modelo BIM e as diretrizes para contratação em BIM.

Fonte: Superintendência de Comunicação Social

COMPARTILHAR