Lideranças do IE e Crea-SP discutem melhorias para a profissão

Da esq. p/dir.: Rodrigo Fonseca, conselheiro IE e da Câmara Civil do Crea-SP representando o IE, Jerônimo Cabral, VP de Atividades Técnicas IE, Eduardo Lafraia, presidente IE, Vinicius Marchese , presidente Crea-SP, Cibeli Monteverde, representante do IE na Câmara Civil do Crea-SP e no grupo Entidades Precursoras, também do Crea-SP.

O presidente do Instituto de Engenharia, Eduardo Lafraia, e  membros da diretoria e representantes do IE no Crea-SP  foram recebidos nesta segunda (13), pelo presidente do Crea-SP, Vinicius Marchese  Marinelli.

Durante o encontro foram discutidos assuntos técnicos, como a Resolução nº 1.116 do Confea – Conselho Federal de Engenharia e Agronomia -, que estabeleceu que as obras e os serviços no âmbito da Engenharia e da Agronomia sejam classificadas como serviços técnicos especializados e não como serviço comum, evitando que sejam licitadas pela modalidade Pregão.

O Instituto de Engenharia sempre se posicionou pela extinção do Pregão para serviços de Engenharia e, no encontro, se colocou à disposição para colaborar dentro do que for possível para o cumprimento da Resolução.

Outros assuntos abordados foram a proposta de parceria entre o Instituto de Engenharia e o Crea-SP  para o acompanhamento de obras irregulares, e a adesão da eleição do Crea-SP por sistema eletrônico. Hoje, apenas 5% participam da votação, que não é obrigatória. O aumento dessa porcentagem seria de grande benefício para os engenheiros, proporcionando uma votação mais ampla e abrangente. O Instituto de dispôs a verificar quais entidades e outros conselhos já usam o sistema eletrônico para obter informações sobre as possibilidades de aderir ao método.

 

COMPARTILHAR