Trem do futuro é movido à hidrografiasênio, atinge 140 km/h e irá operar na Alemanha

Acada dia que passa, a preocupação mundial com o meio ambiente tem feito com que cientistas trabalhem cada vez mais para o desenvolvimento de projetos sustentáveis, especialmente no que diz respeito à energia limpa, ou seja, que não emite gás carbônico que agride a camada de ozônio e piora o aquecimento global.

Uma das novidades mais recentes é o trem criado pela empresa de engenharia Alstom, que funcionará a base de hidrogênio misturado a oxigênio e tem previsão de início para suas operações  a partir de 2021, na Alemanha.

Ainda de acordo com a companhia, serão construídos 14 comboios livres de poluentes, chamados de Coradia iLint, que podem viajar 1.000 km com um tanque de hidrogênio completo que, misturado ao oxigênio da atmosfera, dá origem à energia que permite alcançar velocidade máxima de até 140 km/h.

Os veículos apenas emitem vapores de água durante a operação, tornando-os uma alternativa ecológica ao diesel, uma vez que não produz emissões nocivas e que promovem impactos negativos para o meio ambiente.

 

Fonte Engenharia É

COMPARTILHAR