4 tipos de mestrados em engenharia de software

A engenharia de software é um campo amplo e permite diferentes tipos de especialização

A ENGENHARIA DE SOFTWARE PERMITE A ESPECIALIZAÇÃO EM INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL ATRAVÉS DA ROBÓTICA (FOTO: GETTY IMAGES VIA BBC)

Engenharia de software é inegavelmente uma indústria lucrativa e um dos mercados de trabalho com maior demanda atualmente. Conquistar um mestrado nessa área, portanto, é um investimento muito valioso.

Mas mesmo dentro da área de engenharia de software, o cenário está em mudança constante e com isso, surgem novos métodos e áreas de especialização. Por essa razão, selecionamos quatro diferentes programas de aperfeiçoamento na área. Veja:

#1 Engenharia robótica

Um engenheiro de robótica é responsável por criar robôs e sistemas robóticos. Trata-se de um papel crucial porque ele ajuda a tornar os empregos (especialmente na indústria) mais seguros, fáceis e eficientes.

De acordo com um estudo da Boston Consulting Group, essa indústria deve chegar a US$ 87 bilhões até 2025. Um engenheiro robótico pode também se especializar nas áreas de Sistemas Inteligentes e Inteligência Artificial (AI).

Projetos como a criação de carros autônomos, robôs humanoides, dispositivos inteligentes e até drones também são de responsabilidade dessa profissão. Há diversos mestrados em robótica sendo oferecidos em todo o mundo, incluindo em países como EUA, Suécia e França.

#2 Cibersegurança

Engenheiros de software da área de cibersegurança dedicam-se à proteção de toda a atividade online, através de firewalls ou escaneamento de vulnerabilidades, ou até mesmo criando atualizações de segurança.  O trabalho também inclui ser um especialista em defesa e contramedidas, para criar softwares fortes e confiáveis.

O crescente número de ameaças e ataques cibernéticos já se tornaram um problema concreto com a era da digitalização. De acordo com um relatório da McAfee, o custo dos cibercrimes chegou a US$ 600 bilhões só em 2017. Por essa razão, a demanda da profissão tende a aumentar cerca de 36,5% até 2022, de acordo com relatório do US News and World.

#3 Desenvolvimento de sistemas

Desenvolvimento de sistemas é o processo de definir, desenhar, programar, testar e implementar uma aplicação ou programa para computadores. O software que você usa em seu computador, por exemplo, teve um desenvolvedor de sistemas em parte de seu processo de fabricação.

De empresas de direito a bancos e companhias de telecomunicações, organizações estão lutando para preencher os cargos na área de desenvolvimento de sistemas. De acordo com o Escritório de Estatísticas do Trabalho dos EUA (US Bureau of Labor Statistics), a demanda por esse trabalho aumentará 17% entre 2014 e 2024.

#4 Desenvolvimento Web

Se desenvolvimento de sistemas é sobre criar o software que usamos em nossos computadores, o desenvolvimento web é o código ou programação que dá funções a sites. Então o desenvolvedor de sistemas cria o navegador da internet, por exemplo, e o desenvolvedor web cria esse site que você está lendo em seu navegador.

A expansão do desenvolvimento web é inegável. Na Califórnia, por exemplo, desenvolvedores web ganham em média US$ 90 mil por ano, o que equivale a R$ 25 mil por mês. Os engenheiros que desenvolvem aplicações web também podem ser classificados como programadores web full stack, desenvolvedores front-end, desenvolvedores de UI ou desenvolvedores back-end.

Além de todas as empresas desenvolvedoras do mercado, há ainda a opção de trabalhar como freelancer ou criar e gerenciar seu próprio negócio.

Fonte Época Negócios

COMPARTILHAR