Califórnia inicia transição para ônibus totalmente elétricos até 2040

A norma é parte de um esforço estadual para reduzir as emissões do setor de transportes

184
school bus in a Los Angeles neighborhood, California

California Air Resources Board, ou simplesmente CARB, é um grupo composto por 16 membros (sendo a maioria nomeados pelo governador), que supervisiona os esforços para controlar a poluição do ar na Califórnia, nos Estados Unidos. Pois bem, tal grupo aprovou, em dezembro, uma regulamentação inédita nos EUA que estabelece uma meta estadual para que as agências de transporte público façam a transição gradual para frotas de ônibus 100% emissão zero até 2040.

“Uma frota de ônibus públicos de emissão zero significa ar mais limpo para todos nós. Isso reduz drasticamente a poluição pelo tubo de escape de ônibus em comunidades de baixa renda e oferece múltiplos benefícios especialmente para os passageiros dependentes do trânsito”, disse Mary D. Nichols, presidente da CARB. “Colocar mais ônibus com emissão zero em nossas estradas também reduzirá o consumo de energia e os gases de efeito estufa e proporcionará economia de custos para as agências de transporte a longo prazo”.

A norma “Innovative Clean Transit” é parte de um esforço estadual para reduzir as emissões do setor de transportes, que responde por 40% das emissões de gases que alteram o clima e 80% a 90% dos poluentes que formam a poluição. A transição para tecnologias de emissão zero é essencial para atender às metas climáticas e de qualidade do ar.

A implementação total do regulamento adotado deverá reduzir as emissões de gases do efeito estufa em 19 milhões de toneladas métricas de 2020 a 2050 – o equivalente a retirar 4 milhões de carros das ruas. E reduzirá as emissões nocivas do tubo de escape (óxidos de nitrogênio e material particulado) em cerca de 7.000 toneladas e 40 toneladas, respectivamente, durante o mesmo período de 30 anos.

As 200 agências de transporte público do estado desempenham um papel fundamental na transição de frotas de veículos de tecnologias movidas a combustíveis fósseis para alternativas de emissão zero. Oito das dez maiores agências de trânsito do estado já estão operando ônibus de emissão zero, incluindo veículos com bateria elétrica e célula de combustível a hidrogênio.

Espera-se que a implantação de ônibus com emissão zero acelere rapidamente nos próximos anos – de 153 ônibus atualmente para mil até 2020, com base no número de ônibus encomendados ou que estão planejados para compra por agências de trânsito. Ao todo, as agências de transporte público operam cerca de 12 mil ônibus em todo o estado.

Para uma transição bem-sucedida até 2040, cada agência de transporte apresentará um plano de implantação sob o regulamento demonstrando como planeja comprar ônibus limpos, construir infraestrutura necessária e treinar a força de trabalho necessária. Os planos de lançamento estão previstos para 2020 para grandes agências de trânsito e em 2023 para pequenas agências.

As agências seguirão um cronograma faseado de 2023 até 2029, data na qual 100% das compras anuais de novos ônibus terão emissão zero.

Fonte CicloVivo

COMPARTILHAR