Discurso de Camil Eid para comemoração do centenário do Instituto de Engenharia na Assembleia Legislativa de São Paulo

Quero agradecer à Assembleia Legislativa e ao nosso associado o ilustre Deputado Massafera por ter proporcionado esse momento de alegria ao Instituto de Engenharia. 

O Instituto de Engenharia comemora, a partir deste mês, 100 anos de existência, promovendo a Engenharia em benefício do desenvolvimento e da qualidade de vida da sociedade. É uma trajetória fantástica. E hoje, após uma caminhada inteiramente voltada ao desenvolvimento e progresso de nosso país e da engenharia, tenho a honra de presidir esta Casa durante o ano de seu centenário. 

Pensando nos próximos anos, estamos tomando algumas atitudes como o desenvolvimento, em parceria com outras instituições, do projeto “Rota para o Futuro – Plano Nacional de Ocupação do Território Brasileiro pela Ferrovia, Associada ao Agronegócio”. É hoje um dos nossos trabalhos, e inúmeras são as razões para justificar esse empreendimento, mas basta examinarmos o enorme dinamismo da produção agropecuária, seu potencial crescimento e a carência mundial por alimentos para avaliarmos o seu importante impacto. 

O Plano deverá ter como pilar básico um conjunto de investimentos em infraestrutura, logística, ferrovias e integração com outros modais, com algumas prioridades como a plena operação da ferrovia Norte-Sul; contando com ferrovias transversais que serão utilizadas para alimentá-la. Além de investimentos em portos e instalações de apoio às operações portuárias e plataformas logísticas. 

O desenvolvimento regional deverá ser sustentado pela implantação de atividades industriais, comerciais e de serviços de cadeia produtiva, com a criação de parques industriais, parques tecnológicos e centros de armazenamento, comercialização e distribuição. 

Com essas ações, voltadas para os próximos anos, o Instituto de Engenharia busca a inserção da engenharia na quarta revolução industrial, assim como nas subsequentes, num mundo em constante transformação. A meta agora é a engenharia 4.0. 

Em continuidade iremos implantar o E-Engenharia, que consiste na associação dos profissionais a nossa entidade por meio da internet. Consequentemente, iremos criar a Plataforma do Conhecimento, que tem por objetivo ser um acervo digital de conteúdos ligados à Engenharia, com contribuições de materiais disponíveis para o nosso acervo. 

Temos em nossas instalações o Engenho Maker que possui um ambiente de trabalho compartilhado –coworking– e onde funciona o espaço maker. Essa iniciativa oferece para os associados ao Instituto de Engenharia, e ao público em geral, acesso a ferramentas específicas, inclusive, a impressoras 3D, possibilitando ao usuário criar os seus próprios produtos. 

De um modo geral, o Instituto de Engenharia mantém-se atualizado e acompanhando a evolução global, a integração e a era digital. É a forma que no momento nos aparece como adequada para os próximos 100 anos. 

Muito obrigado a todos os colaboradores e um agradecimento especial a todos os funcionários desta centenária instituição. 

E que, a superior inteligência nos ilumine, ajude e nos proteja, para que possamos manter a perenidade desta instituição tão representativa da sociedade civil.

Autor: Camil Eid, presidente do Instituto de Engenharia

COMPARTILHAR