Veja como conquistar o primeiro emprego na área de engenharia

Fazer um estágio durante a faculdade de engenharia, além de ser obrigatório, pode ser fundamental para conseguir o primeiro emprego após o término do curso.

É o que mostra o livro “Engenheiro”, da “Série Profissões” (Publifolha).
Leia abaixo trecho do livro que mostra como obter o primeiro emprego. Conheça também os dez mandamentos do futuro engenheiro e saiba mais sobre o livro. 

Como conseguir o primeiro emprego

Em boa parte das profissões, a maneira mais simples de chegar ao mercado de trabalho é o estágio em uma empresa. Na engenharia não é diferente. Além de oferecer ao aluno um mínimo de experiência prática antes da tentativa de ingresso nesse concorrido mercado de trabalho, o estágio também é a porta de entrada na profissão para a maioria dos jovens. “Assim que se formam, muitos estagiários são contratados pelas empresas para as quais trabalharam”, afirma o professor doutor Roque Theophilo Jr., ex-diretor da Escola de Engenharia da Universidade Mackenzie. 

De acordo com as Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Engenharia, homologadas em 22 de fevereiro de 2002 pelo Ministério da Educação, o estágio supervisionado em empresas privadas é obrigatório nos cursos de graduação, por se tratar de uma oportunidade de aprimoramento dos conhecimentos obtidos em sala de aula.

 “O estágio funciona como um ensaio para a vida profissional do aluno. Nesse período, o futuro profissional aprende a trabalhar em equipe e a respeitar hierarquias. Ele tem de cumprir cronogramas e realizar tarefas sob pressão. Com certeza, essa é uma etapa muito rica para todo estudante”, explica o professor Theophilo. 

Apesar da importância dos estágios para o aprimoramento dos alunos, na área de engenharia ele só devem se iniciar a partir do quarto ano de faculdade. De acordo com o professor Theophilo, nesse momento o estudante já cumpriu boa parte da carga horária do curso e está apto a tirar proveito da oportunidade oferecida pela empresa, sem que seus estudos sejam prejudicados. “Como representam a base de todo curso, nos primeiros anos as aulas são muito puxadas e exigem bastante dedicação do aluno.

 Por isso é importante que ele aproveite bastante esse período inicial”, explica o professor.
As empresas costumam oferecer aos estagiários uma remuneração mensal que, nas principais capitais brasileiras, fica entre dois e três salários mínimos, além de ajuda de custo para refeições e transporte. Apesar de supervisionados, alguns estágios ainda significam, para as empresas, mão-de-obra de custo baixo. Por isso, é importante que o aluno se candidate a vagas em empresas conveniadas com a faculdade. 

Dez mandamentos do futuro engenheiro 

1. Quem escolher a engenharia como profissão precisa gostar de estudar, pois o processo de aprendizado não termina nunca. É necessário manter-se sempre atualizado por meio da leitura constante e participação em eventos ligados à área de atuação. 

2. Aprenda outros idiomas, de preferência o inglês. 

3. Domine as ferramentas de informática relacionadas a sua área de atuação e familiarize-se com a internet, uma excelente fonte de pesquisas. 

4. Habilidade de expressão oral e escrita é essencial para profissionais de todas as áreas. Portanto, procure usar corretamente a língua portuguesa. 

5. Aprenda a trabalhar em equipe e valorize a opinião dos colegas. 

6. Busque uma formação multidisciplinar e dê atenção a outras áreas, como economia, história, ciências sociais, direito e administração, que serão úteis para o seu trabalho. 

7. Saiba que você também é responsável pela preservação do meio ambiente. Leve isso em consideração quando for desenvolver algum projeto. 

8. Tenha interesse por ciências exatas, principalmente matemática, pois o engenheiro deve desenvolver o raciocínio lógico. 

9. Faça estágio durante os estudos, para adquirir experiência o mais cedo possível. 

10. Não tenha medo das novas ferramentas tecnológicas – domine-as.

Autor: Folha de S.Paulo

COMPARTILHAR