ONS dispensa licitação de energia em SP

O ONS determinou que oito obras emergenciais para reforço do sistema de transmissão de São Paulo recebam a autorização, ao invés de serem licitadas. Apenas seis das 14 obras apontadas como prioritárias em São Paulo estão incluídas no leilão organizado pela Aneel previsto para acontecer dia 27 de junho. 

A iniciativa reduz o tempo de instalação da infra-estrutura, mas tende elevar o custo da obra. Como são obras para reforço da chamada rede básica, todos os consumidores brasileiros do SIN pagarão a conta, não apenas o consumidor paulista.

Autor: Folha de S Paulo

COMPARTILHAR