Etanol é discutido no Instituto de Engenharia

Francisco Graziano participa do simpósio

Alavancado pelos preços do petróleo e pelas ameaças do aquecimento global do planeta, o etanol começou a atrair a atenção dos governos e dos investidores de todo o mundo e despontou como uma commodity de âmbito global e presença permanente na matriz energética de muitas nações. Em função disso, o Instituto de Engenharia promoveu, no dia 15 de agosto, o Simpósio sobre Etanol e Biomassa. 

Os temas abordados, por especialistas e empresários da área e autoridades, foram a situação atual e perspectivas futuras do etanol, inovações tecnológicas e cogeração de energia, agroindústria, segurança alimentar e meio ambiente, buscando as opiniões e soluções que permitam otimizar a eficiência energética, ambiental e econômica do etanol sem comprometer o crescimento sustentado do país e a sobrevivência de sua população. 

O evento contou com transmissão ao vivo pelo site institutodeengenharia.org.br com espaços para perguntas e respostas on-line. 

Participaram do debate Alfred Szwarc, da Unica (União da Agroindústria Canavieira do Estado de São Paulo e presidente da Icone – Instituto de Estudos do Comércio e Negociações Internacionais; Jair Arone Maues, coordenador de Projetos Especiais de Energias da Petrobras; Francisco Graziano, Secretário estadual de meio ambiente, Carlos Eduardo Vaz Rossel, pesquisador da Unicamp – Universidade de Campinas; José Luis Olivério, vice-presidente de Operações da Dedini S/A Indústria de Base e Luiz Célio Bottura, conselheiro do Instituto de Engenharia. 

O conteúdo completo do evento está disponível no Instituto de Engenharia, através do telefone (11) 5574-7766 r-209.

Autor: Viviane Nunes

COMPARTILHAR