Rede da Engenharia

Há cinco meses, o Instituto de Engenharia, numa atitude inovadora, iniciou, em caráter experimental, sua participação em uma Rede Social na Internet, com o objetivo de oferecer a seus associados, além de um canal de comunicação interna, uma ferramenta de construção de conhecimento, de articulação de debates e de realização de negócios. 

A Rede da Engenharia, organizada no ambiente virtual PEABIRUS, já conta hoje com cerca de 700 membros de vários estados do Brasil, 21 comunidades de colaboração e debates reunindo três representativas associações: Instituto de Engenharia, Sociedade de Engenharia do Rio Grande do Sul e Instituto de Engenharia do Paraná, sendo um importante passo para a reorganização da fragilizada engenharia brasileira. 

Organizada de forma hierárquica, a plataforma do PEABIRUS permite à rede segmentar os debates em comunidades específicas, sob a orientação das Instituições participantes. Desta forma o Instituto de Engenharia escolheu alguns temas de interesse nacional e, por meio dos mediadores das comunidades, iniciou a publicação de notícias e envio de convites aos sócios. 

Os debates tratam, de forma interdisciplinar, dos principais temas relativos à engenharia, em que assuntos importantes como a contratação de serviços de engenharia por preços mínimos, exame de habilitação de engenheiros, o acidente do Metrô de São Paulo foram muito visitados e comentados. 

A atuação em Rede é a nova grande mudança trazida pela Internet, por meio das redes, as pessoas estão expandindo seus horizontes profissionais e pessoais, exercendo papéis de produtoras e consumidoras de bens e serviços. Os engenheiros, atores principais na inovação e desenvolvimento não podiam ficar fora deste movimento. 

Hoje está claro que o futuro da Internet não é a distribuição de conteúdo unilateral. O futuro está na interatividade e na colaboração para dar produtividade ao trabalho e facilitar a vida pessoal. Reuniões virtuais, compra e venda de produtos e serviços, distribuição e aquisição de conhecimento on-line são alguns exemplos. 

A boa notícia é que atuar em rede, ao contrário do que muitos acreditam, não é algo restrito àqueles com profundo conhecimento tecnológico, hoje os desenvolvedores vem criando ferramentas cada vez mais amigáveis, mais interativas e integradas, permitindo que um vídeo hospedado no You Tube, uma apresentação do Slide Share ou um conjunto de notícias coletadas pelo Feed Burner possam ser publicadas em qualquer página na Internet por alguém com conhecimentos rudimentares de informática.
Participar da Rede da Engenharia é uma importante forma de fazer parte desta mudança e de acesso aos serviços que o Instituto de Engenharia oferece aos engenheiros.

Eng. Antonio Carlos Amorim MSc. – Engenheiro Civil e Mestre em Administração de empresas pelo Mackenzie, MBA em Finanças pelo IBMEC e Pós-graduado em Marketing pela ESPM, é consultor e articulador de Redes Sociais na Internet, mediador da Rede da Engenharia no PEABIRUS. E-mail: [email protected]

Autor: Eng. Antonio Carlos Amorim MSc.

COMPARTILHAR