Livro – Manual da Sustentabilidade da Construção em Aço

Editora: Centro Brasileiro da Construção em Aço

O CBCA – Centro Brasileiro da Construção em Aço tem a satisfação de oferecer aos profissionais da construção civil este manual, de uma série cujo objetivo é a disseminação de informações técnicas e as melhores práticas relacionadas à construção em aço.

O setor da construção civil é responsável por significativos impactos ambientais no planeta, causados pela extração de recursos naturais, pela produção das matérias-primas utilizadas nos diversos sistemas construtivos, além dos impactos da obra, operação do edifício e de seu desmonte.

Esses impactos devem ser avaliados desde a concepção do edifício. Durante a fase de obra, o sistema construtivo utilizado acarretará impactos no entorno do canteiro de obra. Após a finalização da obra, na operação e manutenção do edifício, os sistemas construtivos empregados continuarão gerando impactos. Todos os processos, seja a construção, a operação e no final da vida útil, o desmonte do edifício, produzirão impactos nas gerações futuras.

Dito isto, o desafio do setor da construção é responder aos impactos ambientais com soluções inovadoras e industrializadas que possam gerar menores impactos e melhor controle de sua gestão.

Diante deste cenário, este manual tem como objetivo principal discutir a construção industrializada e os sistemas construtivos em aço à luz da sustentabilidade. Muito se discute o assunto sob a ótica da operação do edifício, com foco na gestão de facilidades, como economia de energia e de água na operação do edifício, os quais, sem dúvida, são fundamentais para a sustentabilidade. No entanto, há pontos de grande relevância para a sustentabilidade que tangem particularmente os sistemas construtivos em aço, e o que esse manual procura elencar, discutir e exemplificar.

Espera-se que as questões levantadas sobre a construção em aço, contidos neste manual, possam ampliar a visão das aplicações do aço e de seus benefícios em prol da sustentabilidade, contribuindo ainda para a difusão de competência técnica e empresarial no País.

COMPARTILHAR