Garotas do ensino médio podem conhecer como é a vida de uma cientista

Nos dias 23 e 30 de novembro, evento traz oportunidade de entender o trabalho de pesquisadoras na USP, em São Paulo

Prêmio Péter Murányi 2016 para pesquisa de Novas Tecnologias para conservação de frutas. Aluna de pós-doutorado Sabrina Broetto. 01/03/2016 Foto Marcos Santos/Jornal da USP

A Escola de Artes, Ciências e Humanidades (EACH) da USP na capital paulista vai receber cientistas e futuras cientistas. Nos dias 23 e 30 de novembro, dez mulheres vão apresentar as atividades do cotidiano de quem trabalha com pesquisas para garotas do ensino médio, no evento Vai ter menina na Ciência. Serão palestras, visitas em laboratórios e atividades teóricas e práticas das 8 às 13 horas.

Na EACH, cientistas mulheres vão mostrar o cotidiano para as estudantes de ensino médio | Foto: Divulgação / EACH

Com 40 vagas disponíveis, as interessadas devem se inscrever pelo site até a próxima segunda-feira, dia 11 de novembro. São 30 vagas para as estudantes de escola pública e 10 para o ensino particular. Se houver uma procura maior do que o número de vagas oferecidas, a seleção será definida por sorteio no dia 12 e uma segunda chamada no dia 18.

As cientistas são Adriana Tufaile, Elen Cristina Faht, Fabiana  Pioker Hara, Káthia Maria Honório, Miriam Sannomiya, Rosana Retsos Signorelli Vargas, Rosely Imbernon, Sarajane Marques Peres, Tania Araújo Viel e Wania Duleba. No site, você pode conferir o currículo de formação de cada uma das cientistas e a programação completa dos dois dias de cientista.

As atividades envolvem as áreas de biologia, física, química, nanotecnologia, matemática, ciências da natureza, computação, farmacologia e ciências ambientais.

Você pode entrar em contato através do e-mail [email protected], ou seguir o projeto no Twitter, no Instagram ou no Facebook.

A organização informa que não disponibiliza transporte. A EACH fica na Av. Arlindo Béttio, 1000, bairro Ermelino Matarazzo – São Paulo, SP. No site do evento, há orientações sobre como chegar de trem, metrô ou ônibus.

Vai Ter Menina na Ciência conta com a organização das professoras Rosana Retsos Signorelli Vargas, Kathia Maria Honório e Rosely Ibernon. Além da colaboração das GaRotAs na Computação e Empreendedorismo do Programa de Educação Tutorial – Sistemas da Informação (PET-SI) da EACH. E o apoio da EACH, pela Pró-Reitoria de Graduação (PRG) e pela Editora da USP (Edusp).

Por Pedro Ezequiel
Fonte Jornal da USP

COMPARTILHAR