A dieta que promete salvar vidas, o planeta e alimentar a todos nós (e sem banir a carne)

Pesquisadores dizem que mudança nos hábitos alimentares vai evitar que cerca de 11 milhões de pessoas morram a cada ano

Foto: Pixabay

Cientistas desenvolveram uma dieta que promete salvar vidas, alimentar 10 bilhões de habitantes e não causar danos catastróficos ao planeta.

Os pesquisadores estavam tentando descobrir como alimentar bilhões de pessoas a mais nas próximas décadas.

A resposta para o desafio consta no relatório elaborado por uma comissão de 37 especialistas de diversas áreas, publicado na revista científica The Lancet.

Trata-se da “dieta para saúde planetária” — que não elimina completamente a carne e os laticínios.

Mas requer uma enorme mudança em relação ao que colocamos em nossos pratos.

Quais são as mudanças?

Se você come carne todos os dias, então esta é a primeira questão. No caso da carne vermelha, significa um hambúrguer por semana ou um bife grande por mês — esta é sua cota.

Em paralelo, você pode comer algumas porções de peixe e frango por semana. Mas as verduras e legumes serão a fonte do restante de proteína que seu corpo precisa.

Os pesquisadores recomendam consumir nozes e uma boa porção de leguminosas (como feijões, grão de bico e lentilhas) todos os dias.

Há também um grande incentivo em relação a todas as frutas, verduras e legumes, que devem representar metade de cada refeição.

Embora haja restrições para “legumes ricos em amido”, como batata e aipim.

Como é a dieta?

Para seguir a 'dieta para saúde planetária', você deve obedecer ao tamanho das porções — Foto: EAT-Lancet Comission/BBC

Para seguir a ‘dieta para saúde planetária’, você deve obedecer ao tamanho das porções — Foto: EAT-Lancet Comission/BBC

Veja abaixo o que a dieta permite comer por dia:

  1. Nozes: 50g por dia
  2. Feijão, grão de bico, lentilhas e outras leguminosas: 75g por dia
  3. Peixe: 28g por dia
  4. Ovos: 13g por dia (pouco mais de um por semana)
  5. Carne: 14g de carne vermelha por dia e 29g de frango por dia
  6. Carboidratos: 232g por dia de grãos integrais, como pão e arroz, e 50g por dia de legumes e verduras ricos em amido
  7. Laticínios: 250g, o equivalente a um copo de leite
  8. Legumes (300g) e frutas (200g)

Para seguir a ‘dieta para saúde planetária’, você deve obedecer ao tamanho das porções

O gosto vai ser horrível?

O professor Walter Willet, um dos pesquisadores da Universidade de Harvard, nos EUA, diz que não e que, depois de passar a infância na fazenda, comendo três porções de carne vermelha por dia, agora está mais que pronto para a dieta da saúde planetária.

“Tem uma variedade enorme.”

“Você pode pegar esses alimentos e combiná-los de milhares de maneiras diferentes. Não estamos falando de uma dieta de privação aqui, é uma alimentação saudável que é flexível e agradável”, acrescenta.

'Você pode pegar esses alimentos e combiná-los de milhares de maneiras diferentes', diz pesquisador — Foto: Molly Katzen/via BBC

‘Você pode pegar esses alimentos e combiná-los de milhares de maneiras diferentes’, diz pesquisador — Foto: Molly Katzen/via BBC

Uma ilusão?

Este plano requer mudanças de hábitos alimentares em praticamente todos os cantos do mundo.

A Europa e a América do Norte precisarão reduzir consideravelmente o consumo de carne vermelha, enquanto a Ásia Oriental terá que diminuir o consumo de peixe, e a África será obrigada a cortar legumes ricos em amido.

COMPARTILHAR