Questões básicas de engenharia diagnóstica

O QUE É ENGENHARIA DIAGNÓSTICA EM EDIFICAÇÕES E QUAL FOI A SUA ORIGEM?

A Engenharia Diagnóstica em Edificações é a disciplina que trata das investigações científicas das patologias prediais, através de metodologias que possibilitem obter dados técnicos para a caracterização, análise, atestamento, apuração da causa ou prescrição do reparo para a patologia em estudo. 

Os estudos diagnósticos remontam à origem da própria Engenharia pois, sendo esta a arte da transformação dos recursos naturais em formas adequadas ao atendimento humano, através de conhecimentos científicos, mas também empíricos, conclui-se que as patologias prediais e seus diagnósticos surgiram desde então. 

No mundo moderno são conhecidas renomadas entidades dos estudos diagnósticos, podendo-se citar o Institution of Diagnostic Engineers, fundado há mais de 30 anos no Reino Unido ou o Building Diagnostic Inc, empresa americana com mais de 20 anos. 

No Brasil, tais estudos vêm sendo desenvolvidos na Divisão de Patologias das Construções do instituto de Engenharia, sem embargo dos diversos laboratórios de ensaios tecnológicos espalhados pelos grandes centros urbanos e Universidades.

O QUE É PATOLOGIA PREDIAL ? 

Patologia predial é a doença técnica da edificação.
Tais doenças podem ser provenientes de problemas da construção, ou de falhas de manutenção precária ou do uso inadequado. As anomalias construtivas decorrem, em geral, de erros de projeto, ou materiais de baixa qualidade, ou ainda por execução inadequada. Já as falhas de manutenção são provenientes da gestão, ou planejamento ou operação. E as irregularidades de uso são causadas por inadequações ou alterações indevidas na habitabilidade, ou segurança, ou no meio ambiente .

QUAIS SÃO AS METODOLOGIAS DE ESTUDO DA ENGENHARIA DIAGNÓSTICA ? 

Os conhecimentos técnicos das diversas disciplinas da Engenharia, bem como os princípios e as práticas usuais das investigações científicas oferecem diversas metodologias das investigações científicas, podendo-se relacionar as seguintes:
< percepção sensorial (visão, olfato, audição e tato);
< fotografia e topografia (digitalização e laser);
< ação mecânica simples por percussão, arranchamento, penetração ou esclerometria;
< ação mecânica com dispositivos elétricos ou hidráulicos;
< ação dinâmica com propagação de ondas elásticas;
< reações químicas;
< reações eletroquímicas;
< efeitos elétricos e magnéticos;
< radiação electromagnética.

Além dessas metodologias tradicionais de investigação, outras podem ser adotadas através de ensaios pelo BIM, ou em protótipos, ou ainda nos testes e comissionamentos realizados nas obras em construção.

COMO SE APRESENTAM OS RESULTADOS DOS DIAGNÓSTICOS DESSAS INVESTIGAÇÕES CIENTÍFICAS ?

Os resultados dos diagnósticos são apresentados através dos respectivos laudos técnicos, decorrentes das cinco ferramentas diagnósticas tradicionais, representadas por:
< vistorias;
< inspeções;
< auditorias;
< perícias, e
< consultorias

E QUAIS SÃO AS FINALIDADES DESSES LAUDOS TÉCNICOS ? 

Os laudos de Engenharia Diagnóstica podem servir para diversas finalidades, mas as duas principais estão relacionadas aos estudos da qualidade técnica ou produção de provas periciais. 

A qualidade construtiva pressupõe a ausência de problemas técnicos, sendo fundamental se evitar ou minimizar as patologias prediais, motivo da importância dos estudos diagnósticos das mesmas, quer para repará-las, quer para evita-las. 

Quanto às provas periciais de Engenharia Diagnóstica, as mesmas visam a apuração da responsabilidade pela ocorrência da patologia predial, para que se possa indenizar as pessoas prejudicadas pelas suas ocorrências.
São Paulo, 04 de Outubro de 2013.

Autor: Tito Lívio Ferreira Gomide – Coordenador da Divisão de Patologias das Construções do Instituto de Engenharia

COMPARTILHAR