Camargo Corrêa Cimentos anuncia construção de nova fábrica no Paraguai

A Camargo Corrêa Cimentos anunciou no dia 24 de julho (sexta-feira), o investimento de US$ 100 milhões para a construção de uma fábrica cimenteira no Paraguai. A cerimônia de anúncio contará com a presença dos presidentes do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, e do Paraguai, Fernando Lugo, bem como do acionista do Grupo Camargo Corrêa Luiz Nascimento. A fábrica vai gerar 280 empregos diretos, estará localizada na cidade de Villa Hayes, a cerca de 30 quilômetros da capital Assunção, e terá capacidade para produzir 100 mil toneladas por ano de cimento, que será comercializado sob a marca Yguazú.

A Camargo Corrêa Cimentos fabrica as marcas Cauê e Cimento Brasil, no Brasil, e Loma Negra, na Argentina. Já comercializa a marca Yguazú atualmente no Paraguai, com cimento importado do Brasil. Com a construção da planta, a Camargo Corrêa Cimentos pretende dinamizar a marca e aumentar o abastecimento do mercado paraguaio, que enfrentou diminuição da oferta do produto nos últimos anos. O governo paraguaio vinha sobretaxando a importação de cimento brasileiro, o que agravou o problema de desabastecimento do produto naquele país.

A previsão da empresa é que a planta entre em operação no primeiro trimestre de 2011. A exemplo do que tem feito em outros países onde atua, o Grupo Camargo Corrêa vai realizar investimentos sociais, com o objetivo de melhorar as condições de vida das comunidades do entorno da fábrica. Isso se traduzirá principalmente na construção de escolas e centros de capacitação de mão de obra.

A construção da primeira planta da Yguazú vai ainda, ao mesmo tempo, superar o gargalo e dinamizar a economia local, gerar empregos e capacitar mão-de-obra, além de provocar um positivo efeito multiplicador sobre os demais setores produtivos da economia local, sobretudo no segmento da construção civil. A fábrica ainda aguarda, no entanto, a liberação de algumas licenças do governo paraguaio.

A Cemento Yguazú terá a Camargo Corrêa Cimentos como sócia gestora (35%), e conta ainda com a participação da Votorantim Cimentos (35%) e ConcretMix (30%), do empresário paraguaio José Bogarín, como sócios.

Camargo Corrêa Cimentos – A Camargo Corrêa Cimentos é o terceiro maior complexo cimenteiro da América do Sul, com produção anual de 10,2 milhões de toneladas de cimentos (4,7 milhões no Brasil e 5,5 na Argentina) e 2,6 milhões de metros cúbicos de concreto. A Camargo Corrêa Cimentos ocupa o quarto lugar no ranking latino-americano em capacidade de produção. São 16 fábricas na América Latina, com capacidade instalada para produzir anualmente 13 milhões de toneladas de cimento. Ao todo, emprega 4.000 funcionários e obteve receita líquida de R$ 2 bilhões em 2008. Um crescimento de 31,3% em relação ao ano anterior.

O grupo Camargo Corrêa – Com receita bruta de R$ 15,4 bilhões em 2008 e em torno de 55 mil funcionários, o grupo Camargo Corrêa atua em 20 países e é um dos maiores conglomerados empresariais privados brasileiros. Nascido de uma pequena empresa de construção, em 1939, o grupo, hoje, tem atuação diversificada e está estruturado em cinco divisões de negócios: Engenharia e Construção; Cimentos; Calçados, Têxteis e Siderurgia; Concessões; e Incorporação, Meio Ambiente e Corporativa.

Autor: Portal Fator Brasil

COMPARTILHAR