Conheça o projeto de edifício para Santa Catarina que recebeu selo LEED Platinum

Imagem reproduzida de DeOlhoNailha

A Engenharia e Arquitetura de Santa Catarina são um exemplo para o Brasil! Alguns de seus edifícios já receberam o certificado LEED e 35% por cento destes eram Platinum, o mais alto nível de certificação do setor. Na comparação, apenas 9% dos projetos do resto do país chegaram a esse resultado. Mas pode ter certeza de que, se isso antes era uma novidade, deve se tornar padrão em breve. Por quê? Pois as crises que temos vivenciado nos últimos anos, como a crise hídrica, com baixa disponibilidade nos reservatórios, mais a crise do setor elétrico brasileiro deve obrigar as empresas do nosso país pensarem a mais em como aumentar a qualidade dos seus projetos, dependendo menos dos recursos limitados e contribuindo para diminuir cada vez mais os impactos sobre o meio ambiente.

O Edifício Primavera Office

O Primavera Office é um empreendimento do Grupo Pedra Branca. Localizado em Florianópolis – dentro de um complexo com bares, restaurantes e serviços -, o edifício comercial, também sede da Associação Catarinense de Tecnologia (Acate), que abriga diversas startups de tecnologia, possui 13,2 mil metros quadrados de área. E recentemente recebeu o selo LEED, sendo o primeiro projeto da capital a conquistar o mais alto nível de certificação.

A saber, o seu design foi todo pensado para proporcionar o máximo de bem-estar aos ocupantes, com soluções incríveis de Engenharia e Arquitetura para garantir boa resposta em questões como conforto térmico – a exemplo das instalações de vidros com proteção solar -, qualidade do ar interno, eficiência energética e de uso da água, além de ter espaços abertos para convivência e fácil acesso a transporte e serviços.

Sobre o selo LEED

Já conversamos algumas vezes aqui, no Engenharia 360, sobre o significado do selo LEED, mas vamos recapitular! Trata-se de uma certificação concedida desde 1998 pela organização não governamental United States Green Building Council (USGBC) a construções que seguem um padrão sustentável. A ideia dessa premiação é estimular práticas de Engenharia e Arquitetura mais sustentáveis pelo mundo. E parece que tem dado certo, pois, hoje, existem milhares de projetos em fase de aprovação, com meio selo ou selo nível máximo ao redor do mundo!

“(…) quando a gente fala em sustentabilidade, o importante é pensar no longo prazo. Diversos elementos tecnológicos foram pensados para economizar água e energia (no Primavera Office) e, com isso, também garantir uma valorização do ativo a partir da percepção de valor do cliente.” – diretor-executivo da Pedra Branca, em reportagem de Ciclo Verde.

Características do projeto

O edifício Primavera Office apresenta diversas soluções de eficiência implantadas, desde fachadas, climatização de ar nos interiores, iluminação LED nas áreas comuns, ventilação por demanda nas garagens, e mais. Além disso, a construção possui um sistema fotovoltaico para geração de energia solar com potencial de geração de 33,8 MWh/ano. Esse conjunto é responsável por uma redução anual de 45% em energia para a edificação, o que equivale a uma economia de R$ 350 mil por ano para os inquilinos. Inclusive, vale destacar que o edifício oferece infraestrutura para carregamento de veículos elétricos e bicicletários.

Design de Ambientes

Os ambientes internos do Primavera Office são muito bem arejados. O objetivo dos projetistas, pensando em tudo que vivemos nos últimos anos, é evitar o surgimento e contágio de doenças respiratórias no local. Existe até instalado um sistema de ventiladores de renovação do ar ligados a um software de monitoramento dos níveis de monóxido de carbono.

Para finalizar, “(o edifício) também proporciona vistas de qualidade do interior dos ambientes para o exterior, gerando conforto visual e reduzindo os níveis de estresse”, destaca o diretor-executivo da Pedra Branca. Além de contar com um ecossistema formado por espécies nativas ou adaptadas.

Fonte: Engenharia 360